Com time alternativo, Verdão sofre revés para Chapecoense pelo Brasileiro

O Palmeiras sofreu seu primeiro revés no Campeonato Brasileiro neste sábado (20), após vitória da Chapecoense pelo placar de 1 a 0, na Arena Condá, pela 2ª rodada

A equipe palestrina soma três pontos na tabela de classificação da competição nacional e volta a campo pelo Brasileirão no próximo sábado (27), às 16h, contra o São Paulo, no Morumbi. Antes disso, a equipe palestrina tem compromisso pela Conmebol Libertadores Bridgestone diante do Atlético Tucumán-ARG, às 21h45, no Allianz Parque, em duelo válido pela última rodada do torneio continental.

O jogo

Com mudanças no time titular, o Palmeiras não permitiu pressão do rival nos minutos iniciais. Truncado, o primeiro tempo destacou a atuação defensiva de ambas as equipes, que, por outro lado, encontravam dificuldades para a troca de passes principalmente no ataque.

A arma mais utilizada pelo Verdão no ataque foi a bola aérea, mas foi pelo chão que o time criou o maior perigo de gol do período: aos 31, após puxar contra-ataque, Willian abriu para Keno na esquerda, que tentou fintar o defensor adversário e foi desarmado. Na sobra, o camisa 29 recebeu perto da pequena área, mas foi desarmado por Luiz Otávio na hora da finalização.

Já na defesa, na trama mais perigosa da Chape, Antônio Carlos foi fundamental ao evitar o gol adversário por duas vezes, aos 42 minutos. No primeiro lance, bloqueou Luiz Antonio, e, no segundo, mesmo no chão, tirou de cabeça a finalização rasteira de Apodi.

A etapa final começou sem alterações e agitado do lado palestrino. Logo no primeiro minuto, Juninho, em ótimo lançamento da zaga, deixou Róger Guedes em condições de finalizar. No chute, a bola rebateu na defesa e sobrou para Willian arrematar. O camisa 29 parou nas mãos de Jandrei.

O Palmeiras sofreu seu primeiro revés no Campeonato Brasileiro. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

O Palmeiras sofreu seu primeiro revés no Campeonato Brasileiro. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

A Chapecoense não deixou barato: sete minutos depois, em cobrança de tiro de canto de Seijas, Arthur subiu mais que todos e testou firme. Fernando Prass, atento, salvou o Verdão de levar o primeiro gol. E os milagres do arqueiro palestrino não pararam por aí: aos 17, em bola levantada pela esquerda, Rossi apareceu livre na área e cabeceou firme, mas parou no camisa 1. No rebote, Wellington Paulista mandou para fora.

As primeiras mudanças de Cuca vieram após os 20 minutos da etapa final. Hyoran e Erik entraram nos lugares de Raphael Veiga e Willian, respectivamente, e deram sangue novo ao ataque palestrino. No entanto, em jogada de contra-ataque, aos 27, o mandante abriu o placar do jogo. (Chapecoense 1×0 Palmeiras)

O Verdão não desistiu do certame e buscou o empate. A entrada de Iacovelli no lugar de Keno renovou ainda mais o ataque palmeirense, que pressionou a Chape na maior parte dos minutos finais. A insistência veio nas bolas alçadas na área, mas não surtiu efeito diante da retaguarda fechada do rival.

Escalação: Fernando Prass; Fabiano, Antônio Carlos, Juninho e Michel Bastos; Thiago Santos, Tchê Tchê e Raphael Veiga (Hyoran); Keno (Iacovelli), Róger Guedes e Willian (Erik).

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post