Na volta de Cuca, Palmeiras goleia Vasco em estreia do Brasileirão

Atual campeão, o Palmeiras estreou com vitória no Campeonato Brasileiro de 2017 e somou três pontos após bater o Vasco da Gama por 4 a 0, neste domingo (14), no Allianz Parque

Os gols foram marcados por Jean, Guerra e Borja (duas vezes). Além de marcar a volta do técnico Cuca, que comandou o Alviverde na campanha vitoriosa do Brasileirão de 2016, o jogo também contou com outros momentos emblemáticos para a torcida palmeirense, como a estreia do novo uniforme principal do time, apresentado recentemente.

Antes de a bola rolar, ainda houve mais fatos que chamaram a atenção, como a homenagem prestada ao atacante Dudu: o camisa 7 recebeu das mãos do presidente palmeirense, Maurício Galiotte, uma chuteira de ouro e uma placa pelo golaço de cobertura marcado diante do São Paulo, na vitória por 3 a 0 válida pelo Paulistão deste ano.

O som tocado por Dj Alok foi outro atrativo e animou a torcida logo após o aquecimento das equipes em campo. O espetáculo, que durou aproximadamente 15 minutos, fez parte de uma programação de abertura do Brasileirão promovida pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

O jogo

Cheio de vontade, o Verdão impôs um ritmo intenso desde os momentos iniciais da partida. As boas jogadas articuladas pelo meio-de-campo, com Felipe Melo, Tchê Tchê e Guerra, e as rápidas ligações ao ataque, formado por Willian, Dudu e Borja, foram fatores que contribuíram para que o time de Cuca abrisse o placar logo no começo da partida.

Trocando passes até chegar na área rival, o Palmeiras sofreu pênalti com Dudu, cometido pelo zagueiro Jomar. De pé direito, Jean cobrou e converteu, aos seis minutos, abrindo o contador. (Palmeiras 1×0 Vasco)

Jean anotou o primeiro gol do Palmeiras no Campeonato Brasileiro de 2017. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Jean anotou o primeiro gol do Palmeiras no Campeonato Brasileiro de 2017. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Na continuidade, o Palmeiras continuou a dominar a partida, mostrando força também no sistema defensivo, composto pela dupla de zaga formada por Mina e Edu Dracena, além de Zé Roberto e Jean, que, pelas laterais, davam apoio em perfeita sintonia.

Quando o Vasco tentava crescer na partida no intuito de buscar a igualdade no placar, as defesas de Prass foram preponderantes para evitar eventuais gols do time cruzmaltino, como quando Mateus Pet ficou livre após receber lançamento e chutou de primeira, aos 13.

Aos 40, foi a vez de Guerra balançar as redes e ampliar o placar, após aproveitar sobra do chute de Jean. Quando o lateral vascaíno Gilberto tentou realizar o corte em cima da linha já era tarde. (Palmeiras 2×0 Vasco) 

Ainda na primeira etapa, Prass evitou um gol de Pikachu, que ficou frente a frente com o arqueiro palestrino, fazendo com que a bola saísse pela linha de fundo.

No lance seguinte ao susto do ataque promovido por Pikachu, veio mais uma jogada vascaína que ofereceu perigo à meta alviverde: de frente com Prass, Douglas acertou o travessão, para alívio da torcida palmeirense presente no Allianz Parque.

Já no segundo tempo, o Palmeiras voltou sem alterações. E logo no primeiro minuto, Borja, sozinho, balançou as redes adversárias após receber cruzamento de Tchê Tchê, mergulhando de cabeça, dentro da área. (Palmeiras 3×0 Vasco)

Os jogadores alviverdes também se destacaram nos lances individuais. Um dos que mais chamou a atenção foi o chapéu do meia Felipe Melo, aplicado sobre o atacante Nenê, no meio-de-campo, aos 23. Além do camisa 30, Dudu foi outro personagem que se destacou pelas investidas de habilidade no certame.

E o Verdão seguiu focado no decorrer primeira da segunda etapa, pressionando a defesa adversária e atuando forte na marcação, sem ceder muito espaço ao time visitante. A pressão funcionou de tal forma que ainda rendeu mais um lance de perigo, que terminou em penalidade máxima.

Atacando em direção ao Gol Sul, o Palmeiras entrou com Dudu na área adversária pela direita, e o zagueiro Jomar derrubou o camisa 7 palmeirense. O pênalti, batido por Borja, aos 34, fechou o placar – foi o segundo tento do colombiano do jogo, sendo o sexto na temporada. (Palmeiras 4×0 Vasco)

Escalação: Fernando Prass; Jean, Mina, Edu Dracena, Zé Roberto; Felipe Melo, Tchê Tchê, Guerra (Róger Guedes); Willian (Fabiano), Dudu (Keno) e Borja

Gols: Jean (6′ – 1ºT), Guerra (40′ – 1ºT), Borja (1′ – 2ºT) e Borja (34′ – 2ºT)

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post