Jovens de escola pública se emocionam em tarde no Allianz Parque

O jogo deste domingo (04) contra o Atlético-MG foi especial para 30 crianças da escola EMEF Armando de Salles Oliveira.

Os jovens, com idade entre 7 e 13 anos, viveram um dia mágico ao conhecer os bastidores do Allianz Parque e acompanhar de perto mais um jogo do Verdão pelo Campeonato Brasileiro.

A iniciativa, que é fruto de mais uma parceria entre o clube alviverde e a Crefisa/FAM, faz parte do projeto Torcedores do Futuro, que visa colocar em prática a inclusão social tendo o esporte como principal plataforma. Para isso, escolas públicas da Grande São Paulo são selecionadas pela Coordenadoria da Educação do Município de São Paulo para fazerem parte dos jogos do Verdão no Allianz Parque, desde que os mesmos sejam realizados no período da tarde (com exceção dos clássicos).

“O objetivo do projeto é proporcionar novas oportunidades às crianças carentes, fazer com que elas possam estar em um estádio de futebol para estar junto de outras pessoas. Acreditamos no projeto e acreditamos que o esporte pode contribuir para a construção do caráter de uma pessoa. O esporte transmite união. Por meio do esporte, você tem aprendizado de disciplina, comprometimento e ajuda”, declarou o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte.

Os pequenos estudantes foram escolhidos pelos professores da escola, levando em consideração os que gostam de esporte e que possuem melhor comportamento. O passeio inesquecível começou cedo. Na manhã deste domingo, a Palmeiras Tour, agência oficial de viagens do clube, buscou todos os alunos no local onde eles estudam, levando-os para a partida em um ônibus exclusivo.

Antes do duelo, um tour totalmente descontraído pelas dependências do Allianz Parque, com direito a fotos e muitos sorrisos. Desta vez, os sortudos ficaram no setor Central Oeste e também tiveram direito a alimentação. O jovem Miguel Moura, de 12 anos, resumiu perfeitamente qual era o sentimento de todos logo após este fim de semana especial.

“Foi muito especial para mim porque eu nunca havia vindo ao estádio do Palmeiras, eu não conhecia nada daqui. Estou achando uma maravilha, foi muito bom e agradeço demais ao Palmeiras pela oportunidade. Foi uma experiência inesquecível e um dos melhores dias da minha vida”, contou o garoto, que, assim como os colegas, recebeu um livro oficial do Palmeiras como recordação.

Já a professora Danielma da Silva detalhou a importância desta iniciativa para o cotidiano de seus alunos.

“O Palmeiras está de parabéns, ficou divino, é um sonho. Tem criança que não dormiu, tinha uma dormindo na arquibancada porque não conseguiu dormir à noite (risos). Tudo isso é ansiedade. É um projeto muito legal e com certeza contribuirá para o futuro dessas crianças”, finalizou a profissional.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post