Com retorno de Moisés e time alternativo, Cuca projeta duelo com Atlético-PR

Depois de vencer o Botafogo fora de casa, o Palmeiras volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo (06), às 16h, para enfrentar o Atlético-PR

Com 32 pontos conquistados, o Verdão ocupa a quarta posição na tabela de classificação do Nacional. Para este duelo, no Allianz Parque, o técnico Cuca confirmou a presença de caras novas entre os 11 iniciais do Alviverde.

“Todos que não têm jogado com frequência terão oportunidade. É um jogo importante para nós, o nosso foco é dia 06 contra o Atlético-PR. Temos de jogar bem e somar os três pontos porque nos encaminharia a 35 pontos na tabela, diferença de um ponto na tabela do ano passado. É o nosso objetivo, mas para isso acontecer temos de trabalhar bastante. Todos os jogos do Brasileiro são difíceis, estamos nos preparando para um jogo difícil”, afirmou.

O comandante contou que preservará alguns atletas para o jogo decisivo contra o Barcelona-EQU, que acontecerá na quarta-feira (09), às 21h45, na arena palestrina, pelas oitavas de final da Conmebol Libertadores Bridgestone.

“Não vai o time que está jogando, assim como já tinha planificado. O time que estava jogando ficará treinando. São treinos importantes para fazermos em cima de um jogo importante que temos no dia 09”, comentou o palmeirense

Cuca soma 75 jogos no comando do Verdão somadas suas duas passagens. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Cuca soma 75 jogos no comando do Verdão somadas suas duas passagens. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Entre os relacionados para encarar o Atlético-PR, a grande novidade será o meia Moisés, recuperado de uma grave lesão que o afastou dos gramados por quase seis meses.

“Ele jogará uma parte do jogo, mas tomara que o jogo ofereça esta condição porque nunca se sabe. De repente, começa o jogo e o jogo pede outras coisas. A nossa fisioterapia está de parabéns, pois recuperou bem antes do que estava programado. Tomara que ele possa jogar uma parte do jogo”, disse o treinador, que manteve contato diário com o camisa 10 durante todo o período de recuperação.

“Eu moro no CT (risos), desço e já estou na fisioterapia, local onde ele está todos os dias. A nossa condição de trabalho aqui é muito boa, o jogador fica praticamente 10 ou 12 horas por dia fazendo a recuperação. Estamos sempre juntos, conversamos muito, quase que diariamente. Hoje falamos de manhã, à tarde e almoçamos juntos. Feliz por ele estar retornando”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post