Verdão pressiona, mas para na retranca e sofre revés para a Chapecoense

Pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras recebeu a Chapecoense no Allianz Parque, e sofreu seu primeiro revés como mandante jogando contra o time catarinense, por 2 a 0

O Verdão saiu atrás no marcador, após gol do zagueiro Fabrício Bruno, e não conseguiu reverter o resultado, apesar da pressão durante todo o segundo tempo. No minuto final, Túlio de Melo ampliou para os visitantes e fechou o placar.

Neste domingo (20), o Verdão estreou seu novo uniforme 3, que homenageia o episódio da Arrancada Heroica de 1942. Verde escuro com detalhes dourados nas mangas, gola e nas três listras laterais, a camisa, lançada no dia 08 deste mês, foi eleita a segunda mais bonita do mundo nesta temporada pela revista inglesa Four Four Two.

O último encontro entre as duas equipes no Allianz Parque, em 27 de novembro de 2016, marcou a conquista do nono título brasileiro do Palmeiras. A partida foi também a última do time catarinense antes do acidente aéreo que vitimou 71 pessoas entre atletas, comissão técnica e jornalistas.

Antes da bola rolar, os dois times respeitaram um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do atentado da quinta-feira (17), em Barcelona, na Espanha, que matou 13 pessoas e deixou mais de 100 feridas.

O jogo

A maior novidade na escalação do Verdão foi no meio de campo, com Moisés e Guerra jogando juntos na equipe titular pela primeira vez na temporada. Recuperado de lesão, Willian voltou ao time e formou o trio de ataque alviverde junto com Deyverson e Róger Guedes.

Jogando diante de sua torcida, o Palmeiras começou impondo seu modelo de jogo sobre o adversário. Porém, apesar de dominar a posse de bola, faltava transformar essa superioridade em chances claras de gol. A Chape jogava no seu campo de defesa e apostava na velocidade de seus pontas e laterais para ameaçar a meta de Fernando Prass.

Moisés e Guerra jogaram juntos no meio de campo do Verdão. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Moisés e Guerra jogaram juntos no meio de campo do Verdão. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Ambos os times tinham dificuldades para furar a marcação rival e invadir a área. A maioria dos chutes a gol do primeiro tempo foram de fora da área. Aos 21 minutos, Edu Dracena acertou o arremate mais perigoso da partida até o momento. O zagueiro palestrino arriscou de longe e surpreendeu Jandrei, que espalmou a bola para escanteio.

A resposta do time catarinense veio logo em seguida, quando Jandrei bateu tiro de meta na direção da área do Palmeiras. O atacante Arthur dominou, ajeitou para trás e Penilla chutou com força para a defesa de Prass.

Com o jogo amarrado, outra alternativa das equipes para chegar ao gol era a bola parada. Aos 31, Michel Bastos cobrou falta na área, o goleiro catarinense não alcançou e Deyverson cabeceou para o meio. A defesa da Chape, porém, afastou antes de Willian conseguir finalizar.

Aos 38, em outro lance de cobrança de falta, desta vez do adversário, Reinaldo levantou bola na área palmeirense e a Chapecoense abriu o placar. O zagueiro Fabrício Bruno acertou um chute de primeira no canto direito, sem chances para Fernando Prass. (Palmeiras 0x1 Chapecoense)

O Palmeiras voltou para a segunda etapa com uma formação mais ofensiva, com Tchê Tchê no lugar de Thiago Santos e Keno na vaga de Róger Guedes. Aos oito minutos, Keno teve boa chance de empatar. Após cruzamento, Apodi não dominou e a bola sobrou para o atacante palestrino, que mandou por cima da meta de Jandrei.

No segundo tempo, o jogo era de ataque contra defesa. O Verdão pressionava o adversário e tentava furar a defesa bem montada da Chape, apostando principalmente na velocidade de Keno, pela esquerda, e nos cruzamentos de Moisés e Guerra.

Aos 24, Willian, esgotado, deixou o campo para a entrada de Borja. Apesar do total domínio palmeirense da posse de bola, o time catarinense se defendia bem e protegia o gol de Jandrei.

Aos 42, o goleiro Jandrei foi obrigado a fazer milagre para evitar o gol de empate do Verdão após cruzamento e cabeçada de Deyverson. Antes do apito final, Túlio de Melo ainda teve tempo de ampliar para os visitantes. (Palmeiras 0x2 Chapecoense)

Escalação: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Luan e Michel Bastos; Thiago Santos (Tchê Tchê), Moisés e Alejandro Guerra; Willian (Borja), Deyverson e Róger Guedes (Keno).

Cartão amarelo: Moisés.

Gols

Chapecoense: Fabrício Bruno (38’ – 1º Tempo) e Túlio de Melo (49′ – 2º Tempo)

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post