Felipe Melo na zaga: o que o Palmeiras pode ganhar (e perder) com a improvisação

Volante de origem será opção no banco para a zaga diante do Bahia, nesta quinta-feira

Reintegrado ao elenco do Palmeiras em 4 de setembro, depois de pouco mais de um mês afastado, mas sem jogar há dois meses e 26 dias, Felipe Melo voltará ao banco de reservas às 21h desta quinta-feira, diante do Bahia, no Pacaembu.

Segundo o técnico Cuca – com quem o volante teve problemas de relacionamento e a quem chegou a chamar de “máu-caráter” em áudio vazado na internet –, o camisa 30 está perdoado pelos atritos do passado e será opção principalmente na zaga, setor do time atualmente desfalcado.

Na Academia de Futebol, atividade foi realizada debaixo de chuva de forma integral. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

(Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Além de não poder contar com Luan, suspenso diante dos baianos, a equipe ainda não tem Yerry Mina. O colombiano está em fase de transição física depois de ter quebrado um dos ossos do pé esquerdo. O único reserva à disposição para a dupla formada por Edu Dracena e Juninho seria Antônio Carlos, desconsiderando o sub-20 Pedrão. Outra opção pode ser Thiago Santos, improvisado.

Foi como zagueiro que Felipe Melo acabou testado em jogo-treino na semana passada, contra o time sub-20 do Desportivo Brasil.

Ele já havia atuado ali em meio tempo do duelo com o Internacional, na Copa do Brasil, e, ainda sob comando de Eduardo Baptista, em partida contra a Ponte Preta, no Campeonato Paulista.

Veja o que a equipe pode ganhar (e perder) com a improvisação:

Saída de bola
A técnica foi uma marca que acompanhou o volante em toda a carreira. Não vinha sendo diferencial antes do afastamento – veja aqui alguns exemplos –, mas, talvez, a comissão técnica entenda que possa ser recuperada.

No jogo-treino contra o sub-20 do Desportivo Brasil, ele deu mostras de qualidade, com bons passes verticais que rompiam mais de uma linha de marcação. As melhores tentativas foram quase todas pelo chão, como no exemplo desse lance abaixo.

Força pelo alto
Felipe Melo foi bem nas jogadas de bola parada defensiva. Tirou diversas pelo alto e rebateu outras tantas à meia altura, afastando-as da área.

Concentração
Outro ponto positivo que merece destaque: seja como volante ou zagueiro, ele está sempre pilhado. Tanto para divididas com os adversários quanto para cobrar seus próprios companheiros de time. Na semana passada, cobrou muito (e também elogiou) o atacante Miguel Borja, por exemplo.

Noção na cobertura…
A carreira como volante lhe ajuda a entender como colaborar na marcação de um zagueiro e vice-versa. Muitas vezes, no último jogo-treino, poupou-se fisicamente por estar bem colocado para cobrir os laterais e chegar antes do que os atacantes na bola.

… mas pouca velocidade
Ser o último homem de linha faz com que, teoricamente, ele precise correr menos do que como volante. Por outro lado, contra-ataques quando ele está distante da área acabam se tornando perigosos. Afinal, aos 34 anos, Felipe Melo já não tem o vigor físico e a velocidade de antes.

É possível ver essa deficiência em um dos gols tanto do Desportivo Brasil, no jogo-treino da semana passada, quanto em um dos gols marcados pelo Internacional no confronto pela Copa do Brasil.

ntrosamento menor
Fora de posição, é natural que ele possa cometer erros. Embora tenha participado de ensaios de ataque contra defesa e de um jogo-treino, trata-se de um volante, e não de um zagueiro. Motivo pelo qual terá menor entrosamento do que um jogador de ofício em algumas situações, como eventualmente se posicionar para forçar um impedimento adversário.

Confira as informações do Palmeiras para o jogo contra o Bahia:

Local: Pacaembu, São Paulo

Data e horário: quinta-feira, 21h (de Brasília)
Provável escalação: Prass; Jean, Edu Dracena, Juninho e Egídio; Bruno Henrique, Tchê Tchê, Moisés e Dudu; Willian e Deyverson (Guerra)
Desfalques: Luan e Mayke (suspensos); Mina (transição física)
Pendurados: Felipe Melo, Gabriel Furtado, Keno, Róger Guedes e Fernando Prass
Arbitragem: Rafael Traci (PR), auxiliado por Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)
Transmissão: SporTV menos SP, Premiere e PFCI (com Milton Leite e Mauricio Noriega)
Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir das 20h

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post