Com gol de Borja, Palmeiras vence Botafogo-SP fora de casa

O Palmeiras foi ao Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP), para enfrentar o Botafogo-SP pela segunda rodada do Campeonato Paulista

Com gol de Borja, o Verdão venceu por 1 a 0 e emplaca a segunda partida no Estadual com 100% de aproveitamento, além de liderar o Grupo C, com seis pontos (dois a mais do que o segundo colocado, o Novorizontino).

Ao assumir a titularidade no arco palestrino em 2018, o goleiro Jailson completou, diante do Botafogo-SP, a sua segunda partida no ano (sendo a 37ª no total). Curiosamente, o atual camisa 42 do Verdão possui uma única derrota em todos os seus jogos pela agremiação alviverde. Na partida deste domingo, o guarda-metas palmeirense ampliou uma marca expressiva: fez sua 23ª atuação consecutiva sem saber o que é perder.

O jogo foi emblemático para dois atacantes em especial: Willian completou 55 jogos pelo Verdão ao atuar diante do Botafogo-SP, enquanto Borja, autor do gol palmeirense, chegou a 45 partidas com o manto esmeraldino.

O Palmeiras volta a jogar na próxima quinta-feira (25), dia do aniversário da cidade de São Paulo, e irá receber o Red Bull Brasil no Allianz Parque, às 21h (de Brasília), em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

O jogo

Debaixo de forte calor na cidade de Ribeirão Preto (SP), o Palmeiras encarou o Botafogo-SP jogando no esquema 4-3-3, visando pressionar o adversário desde os minutos iniciais. Apesar de esboçar os primeiros movimentos ofensivos do jogo, o Verdão demorou para se encontrar taticamente em campo.

O time da casa se manteve na defensiva e aproveitou jogadas de contra-ataque para tentar surpreender o Alviverde. Durante certo período da etapa inicial, o Botafogo-SP até passou a desenhar lances mais criativos, mas o máximo que conseguiu foi assustar Jailson em duas ocasiões (em uma delas, o goleiro palmeirense se mostrou extremamente ligado no jogo ao defender uma bola venenosa).

Aos 35 minutos, a arbitragem concedeu aos jogadores uma parada técnica de aproximadamente cinco minutos, devido à alta temperatura. Ao ser retomada a partida, o Verdão voltou com mais atitude, e exerceu certa pressão até os minutos finais – com direito a um pombo sem asas do atacante Willian, que chutou de fora da área para assustar o adversário.

O Alviverde voltou do intervalo com o mesmo time e não decepcionou. Entrou para a segunda etapa melhor do que havia entrado no primeiro tempo e, não demorou muito, o Verdão passou a infernizar a zaga adversária.

A pressão logo surtiu efeito, e aos 8 minutos o time comandado por Roger Machado encontrou o gol, com Borja, após bola trabalhada pelo lado direito com Willian. De pé esquerdo, dentro da área, o camisa 9 do Verdão não perdoou e empurrou a bola para o fundo das redes adversárias. (Botafogo-SP 0x1 Palmeiras)

Borja marcou o gol da vitória do Palmeiras. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Borja marcou o gol da vitória do Palmeiras. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Após o gol, o Palmeiras continuou jogando para frente e criando chances, mas com cautela. Ganhando por 1 a 0 fora de casa, o Alviverde também se mostrou preocupado em administrar o placar.

Passados alguns minutos, o técnico Roger Machado mexeu duas vezes no time dentro de um intervalo de dois minutos com o intuito de dar continuidade ao bom futebol que vinha sendo apresentado pelo time do Palmeiras em campo: aos 26, Borja saiu para entrar Keno, e aos 28 foi a vez de Felipe Melo deixar o gramado para a entrada de Thiago Santos na meia.

Com renovação no meio de campo e no ataque, o Verdão não diminuiu o ritmo. Continuou valorizando a posse de bola, dando pouquíssimo espaço à equipe mandante. Aos 39 minutos, Roger Machado fez sua última alteração trocou Lucas Lima por Bruno Henrique – o camisa 20 do Verdão, antes de sair de campo, pediu ao treinador para que o deixasse bater uma falta. E quase converteu! Acertou o travessão e quase arrancou grito de gol da torcida palestrina em Ribeirão Preto.

Sem sofrer sustos até o final da partida, o Alviverde ainda encerrou sua participação no jogo com mais três chances reais de gol: duas de Dudu e uma de Willian, já nos acréscimos. Apesar de não marcar na reta final, o Palmeiras comemorou os três pontos ganhando por 1 a 0.

Palmeiras: Jailson, Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo (Thiago Santos, 28’ do 2ºT), Tchê Tchê e Lucas Lima (Bruno Henrique, 39 do 2ºT); Willian, Dudu e Borja (Keno, aos 26’ do 2ºT). Técnico: Roger Machado.

Gol: Borja (8’ do 2ºT)

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post