De virada, Palmeiras vence e segue 100% contra o São Paulo no Allianz Parque

O Palmeiras se recuperou no Campeonato Brasileiro em grande estilo. Depois de sair atrás no placar, o Verdão fez um segundo tempo espetacular e venceu o São Paulo por 3 a 1

O clássico foi disputado na noite deste sábado (2), no Allianz Parque, pela nona rodada da competição. Marcos Guilherme abriu o placar na primeira etapa. Willian, duas vezes, e Dudu marcaram os gols da virada alviverde.

Com o resultado, a equipe de Roger Machado foi aos 14 pontos conquistados, subiu cinco posições na tabela do Brasileirão e ocupa a quinta colocação – o Sport, no quarto lugar, está apenas um ponto à frente. Outros seis jogos completam a rodada no domingo (3).

Com o triunfo deste sábado (2), o Verdão mantém a marca impressionante de 100% de aproveitamento contra o rival no Allianz Parque. Desde a reinauguração do estádio, em 2014, o time alviverde acumula sete vitórias em sete jogos disputados. O saldo de gols também é amplamente positivo, de 17 gols: foram 21 marcados e apenas quatro sofridos.

Considerando também os duelos antes da reforma, são oito vitórias seguidas sobre o São Paulo na casa palmeirense. Sendo assim, o Verdão igualou a maior sequência de triunfos sobre o Tricolor no Palestra Italia, imposta na década de 30 (entre 25/07/1937 e 02/07/1939). Além disso, o Maior Campeoão do Brasil ampliou a série sem derrotas para o vizinho de Centro de Treinamento em seu estádio para 11 jogos – desde 2007 o time não perde para o adversário deste sábado jogando no Palestra.

O jogo

Diante dos 32.841 torcedores palmeirenses presentes no Allianz Parque, o Palmeiras começou a partida mantendo a posse de bola e rondando a área tricolor. Apesar disso, a primeira chance de abrir o placar foi dos visitantes, na bola parada. Aos seis minutos, Nenê cobrou falta e Diego Souza subiu entre Moisés e Bruno Henrique para cabecear. A bola passou perto da meta de Jailson e saiu pela linha de fundo.

O jogo era truncado e com poucas oportunidades de gol. Aos 28, Keno desceu até linha de fundo e cruzou rasteiro na pequena área. Bruno Alves cortou com carrinho e a bola bateu no braço do zagueiro são-paulino. Os jogadores alviverdes pediram pênalti, mas o árbitro Rodolpho Toski Marques nada marcou.

Logo em seguida, aos 29, Edu Dracena fez recuo para Jailson após cobrança de lateral na área. Marcos Guilherme, no entanto, estava colocado entre o dois e atrapalhou o goleiro na jogada. A bola entrou sem tocar no atacante rival, apesar da equipe de arbitragem ter anotado o gol para o camisa 23. (Palmeiras 0 x 1 São Paulo)

Aos 33, o arqueiro palestrino impediu que Reinaldo ampliasse, depois de chute forte de fora da área do lateral-esquerdo. Antes do juiz apitar o fim do primeiro tempo, Mayke ainda teve a chance de cruzar a bola na área e Edu Dracena quase conseguiu surpreender Sidão.

O técnico Roger Machado não realizou mudanças no intervalo. Os mandantes voltaram para a segunda etapa buscando o empate rapidamente. Antes de o cronômetro marcar dois minutos, Moisés levantou a bola na área e Bruno Henrique cabeceou com perigo.

Aos oito, Diogo Barbosa sentiu a perna e foi substituído por Victor Luis. Um minuto depois, Keno recebeu de Moisés pela direita e chutou cruzado. Sidão rebateu nos pés de Willian, que estufou as redes e deixou tudo igual no Allianz Parque. (Palmeiras 1 x 1 São Paulo)

Logo após o lance do empate, Keno sentiu a coxa direita e saiu para a entrada de Hyoran. Muito melhor na etapa complementar, o Verdão pressionava o São Paulo e estava cada vez mais próximo da virada. O segundo gol veio aos 21 minutos: Hyoran disputou com Militão na entrada da área e a bola sobrou para Willian, que finalizou de primeira com o pé direito e marcou um golaço! (Palmeiras 2 x 1 São Paulo)

Aos 24, Moisés lançou Hyoran em contra-ataque pela direita. Com o campo de ataque completamente aberto, o meio-campista carregou a bola e cruzou para Dudu, que acompanhava a jogada, dar um peixinho de dentro da área para ampliar a vantagem alviverde no placar. (Palmeiras 3 x 1 São Paulo)

Moisés foi substituído depois de sua participação no terceiro gol, aos 27; Thiago Santos entrou no lugar do camisa 10. O Palmeiras diminuiu o ritmo no ataque, mas ainda assim teve chance de transformar a vitória em goleada. Aos 37, Willian bateu cruzado e quase fez o quarto.

Com o adversário abalado depois da virada, o Verdão administrou o resultado nos minutos finais e garantiu sua sétima vitória seguida contra o São Paulo no Allianz Parque, sem grandes sustos para Jailson.

Escalação: Jailson; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa (Victor Luis); Felipe Melo, Bruno Henrique e Moisés (Thiago Santos); Dudu, Willian e Keno (Hyoran).

Cartões amarelos: Felipe Melo, Dudu, Antônio Carlos e Jailson.

Gols

Palmeiras: Willian (9′ – 2º Tempo), Willian (21′ – 2º Tempo) e Dudu (24′ – 2º Tempo).

São Paulo: Marcos Guilherme (29’ – 1º Tempo).

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post