Palmeiras Tour: Sem dúvida, apenas um desentendimento…

No início da semana, publicamos uma matéria onde um pequeno grupo de Palmeirenses foi prejudicado após contratar o serviço de uma empresa que leva o nome do Palmeiras e presta um serviço aos torcedores (leia aqui). Nosso trabalho de fiscalizar e proteger o PALMEIRAS e o PALMEIRENSE foi feito e, com grande alegria, podemos informar a todos nossos leitores que este caso chegou foi solucionado.

A empresa entrou em acordo com este grupo e o mais importante – assumiu o erro e encontrou uma forma de se retratar com torcedores do ocorrido, nada mal.


Segue abaixo depoimento do Gustavo Lo Re:

“Quando aconteceu o problema com a Palmeiras Tour após o jogo de domingo, nos comprometemos perante a agência que daríamos aos pedidos de desculpas e proposta de ressarcimento a mesma publicidade que foi dada às críticas.

Pois bem. Na quarta feira pela manhã o Bruno Paste, responsável pela empresa, nos procurou para pedir desculpas pelo ocorrido e explicar a posição da empresa. Segundo ele, foi verificado que houve um erro de comunicação entre o guia do ônibus 4 – aquele que, se não me engano, estavam todos os 14 torcedores que não voltaram com a empresa – e os torcedores. Explicou ainda que, de fato, a PM pressionou a agência a ir embora o mais rápido possível, mas entende que a empresa, na pessoa do guia, deveria ter entrado em contato com essas 14 pessoas antes dos ônibus saírem, e concorda que realmente houve um dano causado à essas pessoas.

Hoje pela manhã o Bruno voltou a nos procurar, e como forma de ressarcimento nos ofereceu preferência no pacote para o segundo jogo da final do Paulistão e desconto de R$ 100,00 na aquisição do mesmo. O que, ao nosso ver, está de acordo com o que prejuízo que tivemos

(apenas para deixar claro, o pacote custava R$ 200,00 – sendo R$ 100,00 do ingresso e R$ 100,00 de transporte – como apenas fomos e não voltamos, sobrariam R$ 50,00 de “crédito”, considerando os outros R$ 50,00 como aquele utilizado para bancar o taxi da Barra Funda para o hotel onde os carros estavam, e a preferência para a compra na final como uma indenização moral)

Nossa revolta existia por dois motivos: o suposto descaso da empresa que não havia nos procurado; e o suposto mau uso do nome Palmeiras. Entretanto, cabe a nós reconhecer que desde o primeiro contato da empresa conosco, por meio do Fábio Finelli, até o final das tratativas com o Bruno, a empresa se portou de maneira extremamente organizada e profissional, preocupada acima de tudo com o bem estar dos seus clientes, o que nos fez concluir com certeza que o que ocorreu foi sim um fato isolado, já justificado e se desculpado, e que se depender dos esforços da agência não ocorrerá mais.

Todos nós sabemos que erros e falhas podem existir, sendo o mais importante nesse momento ter a humildade de reconhecê-los e, principalmente, a intenção de evitar que ocorram novamente. E isso foi feito pela Palmeiras Tour.

Agradecemos, assim, publicamente toda a atenção que nos fora prestada pela empresa, dando como encerrada essa discussão.”

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post